O Amor… a Energia Soberana

O amor e o bem que dele resulta, são as referencias mais nobres de energias absolutas, mesmo que aqueles que o expressem não o intencionem ao fundo, por algum objetivo pessoal lucrativo ou narcisista, em suas argumentações, não se utilizam do desamor e do desejo egocêntrico para o convencimento de outrem. Isso coloca o Amor em uma unanimidade positiva, mesmo para os que dele se esqueceram, que por sua vez, também separaram-se da Fonte desse Amor.

Porque não manifestá-lo verdadeiramente então? Sendo a única realidade aceitável e inata da origem de cada Ser?

Poderiam alguns indagar, se o Amor expressado nas palavras de alguém, não fosse legítimo, advindo do fundo do coração, não seria assim perceptível sua ilegitimidade?

Eu vos diria… seria perceptível para quem se reencontrou no próprio Amor, não mais esperando por sua manifestação exteriormente, e neste ponto da totalidade de compreensão da maioria das almas, poderia incentivar aos que o usam como ferramenta de vantagens, a reconhecê-lo e liberá-lo por sua própria natureza. Afinal, no que concerne à Criação, tudo no Universo é Amor…

por Fred Cury…

Autor do Livro Freed On Life, o Amanhecer da Consciência…

Disponível no link: https://clubedeautores.com.br/book/188125–Freed_on_life#.VavguF9Vikq

Love … the sovereign energy (English version)

The love and the good of results from it, are the noblest references to the absolute, even those that do not express of the background of heart or willing for some personal purpose profitable or narcissistic in their arguments, do not use the lack of love and desire egocentric to the convincing other. This puts the Love in a positive unanimity, even those who have forgotten it, which in turn, by own decisions, also are separated from the Source of this love.

Why not express it truly, so? Since it is the only acceptable and innate reality of the origin of each being?

Some might wonder if the love expressed in one word, to not be legitimate, heartfelt, the result would not be noticeable illegitimacy?

I will say … would be noticeable to anyone who reunited in the love itself, and not expecting more that their manifestation comes from the external, at which point the entire understanding of a large contingent of souls, could encourage those who use it as advantages tool, recognize And release it by nature. After all, with regard to the creation, everything in the universe is Love …

by Fred Cury

Book author “The dawn of consciousness” …

Anúncios

Asas da liberdade…

Text: Freedom Wings – Original text in Portuguese language and transcription for English version in blog.

Aquela sensibilidade há muito esquecida, desperta por entre as malhas de um tempo que nunca existiu. Porque não sentia a cada respirar, os ares que conduzissem às mais intensas emoções… Todavia, ao ouvir a melodia que moveram a ressonância dos códigos, do mais profundo e intenso de minha alma, derramei as lágrimas saudosas dos viveres cósmicos de glórias, por entre estrelas vibrantes.

Lavei os lamaçais que ofuscaram os vitrais de minha visão, onde outrora vi paisagens de real beleza. Foi quando maravilhado percebi, o existir atrelar-se novamente pleno a um coração protetor. Com as asas da liberdade inerentes e a dedicação da vigília. Conduzido àquele Eu ascendente ao reencontro com a perfeição do amor infinito…

Retorno ao saber, ao sentir, ao perceber que tudo que limitava e cegava, era a pessoa que não mais ressoava. É o coração que ressurge à superfície dos pensamentos, inspirando-os com seu tom criador. Sem desejos e sonhos. Abrindo-me à clareza da liberdade que outrora almejava, quando já sou a própria liberdade. Mostrando-me que sinto Amor assim como Eu Sou o Amor, porque deste fui concebido. Permitindo perdoar-me para em paz deixar de julgar. Até assimilar que nada há a perdoar, se o pecado se dissipa ao fim do iludido…

Em minha inerente liberdade encontro a própria verdade, de que não produzirei tuas asas. Cabe-me apenas mostrar-te a medida de tua compreensão, que elas se atrofiaram, para teus passos de lagarta conduzirem-te ao próprio casulo. Entenderás adiante, que tua introspectiva morada transitória, é um prenúncio entre a solidão da jornada e a beleza do renascer de tuas asas, elevando-te ao retorno do Coração Triunfante, de quem concebeu-te expressão liberta da própria vontade. E assim, te verás vida envolta no Amor, inspirando-te a criar teu mundo como antes…        

por Fred Cury…

Versão Vídeo/Áudio You Tube: 

Freedom Wings (English version) …

That sensitivity there long forgotten, now awake through the net of a time that never existed, because no felt in every breath, the air that would lead to more intense emotions … but … in hear the melody, moved me to the resonance in codes, of the deepest intensity of my soul, so, I shed tears by cosmic memories, of the times of glories between vibrant stars, and washed what overshadowed the vitrals of my vision, where once saw landscapes of real beauty … I was amazed when I realized again with full heart, with wings of inherent freedom, and the dedication of the vigil… one who will ascend to the reunion with the perfection of the infinite love …

I return to know, to feel, to realize that everything, so limited and blinding, was the character who no longer resonated. It is the heart that resurfaces the surface of thoughts, inspiring them with its creator tone. No desires and dreams. I am opening myself to the clarity of freedom once sought for, is the freedom that I am. Showing me that I love as I Am Love, because like this I was conceived. Allowing forgive myself for stopping the judge of others. To assimilate that there is nothing to forgive, if sin dissipates the end of the deluded …

My inherent freedom shows truth itself, that I do not need to weave your wings. But show you the extent of your understanding, that wings atrophied in you, are for your steps of caterpillar to your own cocoon. You will understand later that your introspective temporary abode, is a harbinger between the loneliness of the journey and the beauty of the rebirth of your wings, bringing you to return to the Primordial Heart Triumphant, who conceived you expression freed from the will. And so you will see life shrouded in Love, inspiring you to create your world as before…

by Fred Cury

 

Renascimento…

(Renaissance – Original text in Portuguese language, and transcription for English version)

Liberta-te do aprisionamento imposto por frágeis à Luz da Criação…

Tua natureza deseja fluir agora… ávida por polinizar o Amor, e trazê-lo à razão…

Não se guarde mais na caixa vazia do medo… deixai que tua alma, viva com todo o poder de criação que faz jus ao sentido vivente… isso deixou de ser o segredo…

Não olhe para o que pensas que é real… o real é o que vem de ti… o novo… a inovação perante a velha estória… a verdade além do que te priva como ausente…

Não possuis aparências… mas deténs os dons de reluzir as formas…

Nada possuis… mas és manifesto singular… de um mover pulsante…

Não és a peça de uma engrenagem circular de inércia impotente… mas a semente que germina e floresce crescente…

É o teu Ser que valida o passo Divino… o despertar do dia inicia com o teu respirar…

Qual a primeira palavra que dizes a ti mesma, Divina Alma?

Porque não chamar-te “Eu Sou” do bem que desejas a ti?

Por que não te glorificar, em sendo um milagre existente?

És tu quem decides que cor enxergar, o que colorir, que tom cantar, qual melodia de ti irá emergir…

És tu quem convida-te a dançar, mesmo sem par aparente… pois podes dançar com o Sol, com as Estrelas, sob a Luz do Luar… como o Anjo Ascendente…

O mundo a ninguém pertence… mas por meio de ti se faz compartilhado…

Se pensou que envelhecestes, saberás que a hipotética juventude não te define, porque és mutável a cada passagem… a cada renascimento… pois o único definitivo é tua eternidade… que te eleva… da vontade de sentir, ao próprio sentimento…

É chegado o teu maior momento… o de entenderes que nada até então te limitava… apenas te levou a descobrires tuas asas novamente… predecessoras ao grande voo de tua vida… após saberes que viestes, experimentastes e recriastes ao Universo de presente… vindo de ti, a tua própria obra-prima…

por Fred Cury…

Autor do Livro: O Amanhecer da Consciência…

Edição de Vídeo/Áudio por PALMA – canal YouTube:https://www.youtube.com/channel/UCLtGh3XNeYrrrMAZzc_Rn_Q
Publicação no YouTube: https://youtu.be/iAGzfTKbXBM

Renaissance … (English Version)

Free yourself of imprisonment imposed by the fragil to the Light of Creation …

Your nature wants to flow … now eager to pollinate the love, and bring it to the reason …

Do not keep more your life in the empty box of fear … let your soul living with all the power of creation that lives up to the existent sense … this is no longer a secret …

Do not look at what you think is real … the real is what comes from you … the new… the innovation to the old story … the truth beyond what deprives you as absent …

You do not is made of appearances… but you can expand the gifts of brilliant forms …

You nothing possess … but you is a singular manifest in pulsating move …

You are not the part of a circular gear of impotent inertia … but the seed that germinates to generate flowers growing …

It is your Self that validates the Divine steps … the your awakening begins with your breathing …

What’s the first word you say for you, Divine Soul?

Why not be “I am” the good desire to you same?

Why not praise your own existence, for being an existing miracle?

It is you who decide the color you desire see, and what can color, what tone you can singing, which melodies you will hatch of you …

It is you who invites your body to dance, even without apparent pair … because you can dance with the sun, with the Stars, with the Light of the Moonlight … with your Ascendant Angel …

The world not belongs to anyone … but through you it is shared …

If you thinks aged, you will know that the hypothetical youth does not define you, because you are changing with each passing … every revival … as the definitive one is your eternity … that lifts you up … of the will of feeling, to the feeling itself …

Now is your greatest moment … all that you see until then limited … only took you to discover your wings again … predecessors to the great flight of your life … after your knowledge that you have come, have experienced, and recreated the universe as this … Coming from you, your own masterpiece …

by Fred Cury

Book Author: The dawn of consciousness …

Consagração…

Não verás mais muros entre experiências e origens… Não haverão mais fronteiras solitárias, do que se possa interpretar de si mesma… em tua alma, que navega em nau corpórea, no tempo das vertigens, medos e incertezas…

Não haverá mais tal tempo para ti… és o próprio tempo… o sonho se dissipa a eclodir recordações… a aceitação e permissão… a certeza e a calma… ao conhecimento que a lógica inexpressiva da irrealidade omitiu, sem compaixão… sem alma… A alma revigora-se agora em seu espaço imaculado… aquele coração de um amor tão represado, pela barragem do engano… a ilusão que corrói a certeza, mas não o eterno plano…

Explode agora o antigo desejo… do contido ao realizado… o de ser plena existência… de sentir-se viva por si mesma… ao relembrar que pertences à grandeza… como a grandeza te pertence… É o tempo da alma novamente… a lição foi aprendida… a separação foi concedida… e ela enfim retorna… Para onde foi bem concebida… aonde foi bem projetada… onde será sempre bem vinda… onde sentiu ser tão amada…

Ao encontrar essa sutil linha de existência… que a empodera e glorifica… saberá do puro amor que foi gerada… É a alma contínua que retira a parte densa… e desliza no fluxo da própria natureza… Eis que se fez reconhecida tua Mestria… eis que voltaste àquele amor que a tudo cria… Atravessastes o portal de tuas memórias… e relembrastes que de ti emana vida…

Fred Cury… 

autor do livro: O amanhecer da consciência

Edição de Vídeo/Áudio por PALMA: https://www.youtube.com/watch?v=Jwpu6Ap5PaI

Consecration … (English version)

You no longer will see now walls between experiences and origin … No more the borders to you, from what we could interpret itself … in your soul, which sails in a bodily temple, in a time of vertigo, fear and uncertainty …

There will be no such time for you … The time is you … the dream is dissipated to awake memories … the acceptance and permission … the certainty and calm … the knowledge deadpan was omitted without compassion by logic of unreality … without a soul … The soul was renewed now in her immaculate space … in the heart of a love so dammed by the dam of the mistake … the illusion that erodes sure, but not the eternal plan …

Now explodes the old desire, … of the contained to that carried out, … to be full existence, … to feel alive by itself, … to remind you… You belong to greatness, … how the greatness belong to you … It is the soul’s time again … the lesson was learned … the separation was granted, … and she finally returns … Where was well designed … where was well laid out … which is always welcome … where he felt love itself …

To find that fine line of existence … that empowers and glorifies, … in the pure love that was generated … Is the continuous soul that removes the dense part ,… and slides in the flow of nature … Behold, became recognized your Master … Behold, you can come back to that love that all creates … You have crossed the portal of your memories, … and you can was remember now that life emanates from you life …

Fred Cury …

Olhai diante de ti, querido ser civilizado …

O que vemos? Enquanto desfrutamos do colo acolhedor de um Ser Divino Planetário há muito concebido… para nossas experiências e fluências… para nossos manifestos… Um espírito benevolente que agora almeja rejuvenescer, curar-se, libertar-se e ascender…

Olhai diante de ti, querido ser civilizado… Esta Mãe provedora de nosso sustento, onde há desertos que já foram férteis… e áreas férteis que já foram desérticas, por remanejamento ao equilíbrio, mas não cabia aos civilizados a decisão de extinguirem verdes vidas … obstruírem o fluxo de águas cristalinas… obscurecerem o azul do dia… distanciarem o brilho das estrelas…

Olhai para além de ti, querido ser civilizado… Qual seria o futuro de nossa prole… onde crescerão saudáveis e felizes as crianças… se permitirmos desonrar a existência desta Mãe, ao observarmos apenas dividirem seu corpo, interromper- lhe a pulsação e envenená-la… mutilar seus membros, matar suas células, manchar sua pele, sufocar- lhe a respiração… expulsar os Seres a Ela integrados, expô-la a um sacrifício lento, impiedoso, inconsequente…
Olhai para além de ti, querido ser civilizado… Somos tão selvagens de origem quanto os selvagens das tribos, ao desfrutarmos da fartura, da beleza, do alimento e equilíbrio desta esfera de vida e fertilidade… Sejamos respeitosos, gratos, harmoniosos, integrados… não alimentando sistemas predadores e depredadores por um progresso desenfreado retrógado… em justificativas por lucro, luxo ou consumo exacerbado… Poderíamos preservar nossas existências com o que recebemos à justa medida em grande abundância, e celebrando os presentes recebidos e agradecendo a generosidade… pelas dádivas da vida…

Selvagens não constroem arranha céus, mas conversam com as alturas em humilde reverencia… cultuando imponentes árvores como contadores de histórias ancestrais…
Selvagens não delimitam espaços além do que lhes foi concedido, nem se apropriam do que não lhes pertence, por se fazerem pertencentes ao ambiente que os acolhem… Não socializam suas vidas em piscinas e clubes de concreto, mas banham-se em rios como um só corpo… Dançam e cantam suas liberdades, suas felizes complacências… reconhecem suas parcelas, perante as existências…

Olhai para além de ti, querido ser civilizado… Já foi dito que não temos culpa… que não fizemos o mundo desordenado, isto realmente não era o plano… Todavia, se insistirmos em abastecer uma máquina de destruição… ela destruirá até que nada mais reste na amplidão… Projetemos em nossas mentes se conseguiremos ver um futuro… no ritmo que caminhamos… A liberdade é invendável… e embora para alguns não pareça, todo civilizado é um escravo de  um destino insustentável … condenando- se à própria extinção e desistência por um saber alienável e omissão. Quando vires diante de ti, uma nova oportunidade a ser-lhe concedida, nestes tempos de evolução acelerada de ascensão da Consciência planetária… olhai para tua Mãe Terra atentamente… Ela não espera de nós arrependimentos, mas que a vejamos finalmente, com os olhos do coração, em renovados sentimentos e com o amor na intenção. Poderemos chamá-la por um nome afetuoso… com o mesmo carinho que Ela se fez anfitriã de nossas passagens, batizada antigamente em seu espírito amoroso… como Gaia… o espírito da fertilidade…

Texto extraído do Livro Freed On Life, o amanhecer da consciência, de Fred Cury.

Disponível em: https://clubedeautores.com.br/book/188125–Freed_on_life#.VavguF9Vikq

Por tudo que há…

Por minha presença e existência,…

Intenção e manifestação, …

Inspiração e fluência, …

Sabedoria e prudência,…

Venho em nome da Criação, força e verdade,…

Do equilíbrio, projeção e liberdade,…

Clamar o direito do Ser Divino ao crescer, …

Ao expandir, recriar a realidade,…

Em prosperidade, abundância e alegria,…

Pela força e poder da luz e unidade,…

Pelos propósitos da evolução,…

Pela Mãe Terra e a elevação,…

Por nossa purificação dos carmas do passado,…

Por não mais esperarmos um futuro incerto, …

Para vivermos um agora claro e liberto,…

Pela paz, plenitude e Amor de nossa linhagem,…

A conduzir-nos num único coração,…

Como despertos dos caminhos aos rumos certos,…

Os caminhos da ascensão…

… extraída do Livro Freed On Life, o amanhecer da consciência, de Fred Cury.

Disponível em: https://clubedeautores.com.br/book/188125–Freed_on_life#.VavguF9Vikq

Crônica – O empreendimento do novo paradigma

*RECRUTAMENTO PARA SELEÇÃO DE PESSOAL / ETÉRICO*

O grande Sol Central Galáctico, em parceria com a Cia do Céu da Confederação Galáctica de Luz e com a Mãe Terra – Gaia, estão prestes a lançar o seu mais novo empreendimento:

“O Caminho da Ascensão na Nova Era de Liberação das Consciências”.

Para tanto, estamos recrutando candidatos de ambos aspectos: Masculino e Feminino, para exercerem diversas funções, conforme os dons inatos divinos de cada Alma, objetivando que os novos trabalhadores da luz sejam produtivos, pela alegria e auto reconhecimento no exercício de seus desígnios.

*Número de vagas: 7.000.000.000 (sete bilhões de aspectos divinos), com a possibilidade de expandirem-se, mediante o que se faça necessário na ocasião.

*Documentação: Os proponentes poderão apresentar um único documento de identificação:
DNA físico, mental, emocional e espiritual, decodificados e recalibrados pela energia vigente da Fonte da Criação.

*OBS: Para adquirir tal registro, não será necessário comparecer a nenhum órgão doutrinador, bastando apenas abrirem-se às novas energias.

*Triagem: Serão dispensáveis ao novo empreendimento: o medo, o ódio, o ressentimento, a mesquinhez, a ambição, a desonestidade, o auto flagelo, o sacrifício, a subserviência e o sentimento de separação da Fonte.

Portanto, os pré-candidatos deverão dirigir-se ao espaço de recursos humanos espirituais em seus próprios corações, para contato com seus Eus Superiores Divinos e com seus anjos e mentores espirituais, para obterem as devidas orientações, recordações e atualizações sobre suas origens Divinas.

*Missões: A meta deste empreendimento consiste nos seguintes tópicos:

1- Renovação e recuperação para ascensão da Mãe Terra, restabelecendo-a ao seu estado original, violado pela exploração indevida de seus recursos naturais, além do que a mesma já havia concedido.

2- Liberação da consciência humana do campo magnético escuro, conhecido como véu das consciências, ou quarentena de bloqueios de consciências, afim de que a humanidade, com as mais altas vibrações, destacando a verdade sobre história de suas origens e propósitos, acompanhe a Mãe Terra em seu processo de ascensão à 5ª Dimensão.

3- Restabelecimento da paz, generosidade, altruísmo, igualdade, compaixão, humildade, unicidade e amor incondicional indistintamente para todos o seres conscientes, sencientes, elementais e planetários, oferecendo as boas vindas aos Mestres Ascensionados, Seres Galácticos Confederados e Aghartianos, afim de evoluirmos em nossas relações multidimensionais.

*Remuneração:

Uma vida essencialmente expansível, feliz, próspera, equilibrada, abundante, harmonizada, unificada e plenamente consciente, com participação nos lucros em um sistema justo e fraterno de evolução e crescimento para todos, no planeta e no cosmos.

*Benefícios:

Energia livre, extinguindo toda exploração desnecessária de recursos do meio ambiente, alimentação saudável e sustentável, ofertada generosamente pela Mãe Terra, restabelecendo aos animais abatidos cruelmente para alimentação, as suas devidas e livres manifestações como consciências divinas, e neutralização e erradicação de doenças e epidemias, cura e regeneração física, mental e emocional à todos os Seres Vivos na superfície deste organismo da consciência planetária.

*Plano de carreira:

Devido a não inclusão de competitividade, por não haverem estatutos hierárquicos a este empreendimento cósmico, este item refere-se apenas ao desenvolvimento individual da alma, como aspecto divino manifestado em todo seu poder, potencialidades, auto conhecimento e capacitação para o amor incondicional, tendo como o topo de sua escalada… a Ascensão…

*Nota: Adotando critérios de total transparência, informamos que todos os nossos concorrentes decretarão falência, ao invalidarmos a escuridão com a grande intensidade de Luz, delegando a mesma, o seu devido estado de ilusão e irrealidade, ao projetarem sistemas baseados em paradigmas sócio-políticos predatórios capitalistas, estratagemas de guerras, conflitos e violência extrema, dogmas religiosos de separação da Fonte e desvio midiático por meio de falsas noções culturais, promovendo vulgaridade e depreciação do Feminino Divino, omissões das verdades, apologia à desonestidade e indignidade, implante do medo coletivo e demais planos estratégicos subliminares, para condicionamento ao controle e subjugo humano, face à abrangência e unanimidade galáctica atingida por um projeto originário da Fonte, há estimados 12,5 bilhões de anos de nosso tempo, com ajustes iniciados em 2012 e início previsto para implementação num grande evento em data não estipulada, por estar atrelada às adesões ao recrutamento.

Sem mais,

Nova Era – empreendimentos e participações globais e cósmicas.

Apoio: ST GERMAIN’S WORLD TRUST, NESARA e GESARA.

… crônica extraída do Livro Freed On Life, o amanhecer da consciência, de Fred Cury.

Disponível em: https://clubedeautores.com.br/book/188125–Freed_on_life#.VavguF9Vikq

Paradoxo…

A mentira veio para mostrar-nos o quão libertadora é a verdade, quando por ela nos alicerçamos…

O fracasso veio para apontar- nos os caminhos que nos conduzem aos reais propósitos…

A desventura veio para que encontrássemos nosso poder interior de ressurgimento, entre as cinzas das agruras…

A humilhação veio para que pudéssemos despertar nossos dons inatos…

O subjugo veio para deslocar-nos das sombras de outros, reacendendo o brilho próprio de nossas manifestações…

O desdém veio para que conheçamos nosso fortalecimento pelo auto conhecimento…

A vulgaridade veio para que desenvolvamos novamente a beleza criativa, e a sensibilidade de nossas naturezas…

O controle veio para que entendamos que o destino coletivo para o benefício de poucos, será suprimido pelo aspecto individual ao benefício coletivo…

O ódio veio para distanciar-nos dos devaneios da ignorância, e aproximar-nos da sabedoria da compreensão…

A guerra veio para que reflitamos nossas distinções conceituais humanas, e renovemos pela Paz, a reintegração das espécies…

A violência veio para que resgatemos o respeito e o reconhecimento sagrados da Vida…

A corrupção veio para que a ética, a integridade e a honradez sejam restauradas em nome do equilíbrio…

O egoísmo veio para profetizar que a única conquista restante de uma civilização, unânime em ambição e mesquinhez, seria a implosão auto destrutiva do mundo nas limitações do medo…

O mal veio para mostrar-nos que as imperfeições de seus objetivos, se revelarão ilusões de um mundo irreal, sem destino, onde o Amor sempre esteve presente, e para que tudo retorne ao seu estado de Graça Divina… basta apenas o desejo de “Um Coração”…

texto do livro: “O Amanhecer da Consciência” de Fred Cury

Autor da página Freed On Life – https://www.facebook.com/freedonlife

Edição de Áudio/Vídeo por PALMA: https://youtu.be/e7cvIbBJDMQ

The paradox… (English version)

The lie came to show us how liberating is the truth, when rediscovery this structure ……

The failure came show the paths that lead us to the real purpose …

The misfortune came to us to be able find our inner power of resurgence, in the ashes of the hardships …

The humiliation came that we might awaken our innate gifts …

The subjugation came to move us of the shadows of others, rekindling the very brilliance of our manifest …

The disdain came that we might understand our strengthening by self knowledge …

The vulgarity has come for us, to encourage develop again the creative beauty, and all sensitivity of our natures …

The control teaches to understand that the collective target for the benefit of a few, will be suppressed by the individual aspect to the collective benefit …

The hatred came to distance ourselves, from daydreams of the ignorance, and approach the wisdom of understanding…

The war came to us to reflexion of human conceptual distinctions, and renew by peace, reintegration of the species …

The violence came to our respect and recognition to sacred of Life …

The corruption came show for that ethics, integrity and honesty can restore the balance …

Selfishness came to prophesy that the only remaining conquest of a civilization, unanimous in greed and stinginess, would be self-destructive implosion of the world in the limitations of fear …

Evil came to show us that the imperfections of your goals will prove illusions of an unreal world without destination, where Love has always been there, and for the return to its state of Divine Grace … We need simply of the desire of one heart…

by Fred Cury

O Altruísmo…

O altruísmo vem das ações elevadas pelas mais puras intenções, advindas dos corações e alinhadas ao Amor Incondicional.

Por influência do implante de um sistema, com base na difusão do medo, em nome da sobrevivência e auto preservação, aliados ao conceito de grandeza, vitória e realizações materiais, como as próprias definições do Ser… muitos ainda renegam a continuidade e a unicidade, ao não colaborarem, apoiarem, auxiliarem e ofertarem a boa palavra ou oração.

Ninguém será julgado pela ausência na prática do altruísmo… a Lei do Universo consiste tanto na limitação do que é negado, quanto na abundância do que é liberado.

Para aqueles resistentes às ações altruísticas legítimas, sabeis que aquela hesitação que surge interiormente, antes de atos de compaixão, boa vontade, sabedoria… amor… é a vossa própria natureza Divina, à espera que seja manifestada, como os reais atributos que permeiam a evoluída existência.

Ainda que vossas balanças pendam para os melindres do egoísmo, ao certo tempo de vosso despertar compreendereis… em nenhuma era, plano ou reino do universo, o peso do ouro se elevaria como a leveza da alma… assim como seria opaco, sem o brilho gerado pela Luz. Nossas escolhas podem elevar-nos no agora ou no amanhã… mas a elevação sempre se cumpre a cada existência.

Toda gentileza que receber-vos, é o reflexo de vossa generosidade…

Toda graça que receber-vos, é o reflexo de vossa grandeza…

Todas dádivas que receber-vos é o reflexo de vossas virtudes…

Todo Amor que partilhar-vos, refletirá teus feitos ao Universo…

por Fred Cury

Autor do livro Freed On Life – O Amanhecer da Consciência, disponível em: https://clubedeautores.com.br/book/188125–Freed_on_life#.VavguF9Vikq

English version:

The Altruism comes with actions by purest intentions… is of heart and aligned to the Unconditional Love …
Influenced by the implantation of a system based on fear mongering in the name of survival and self-preservation, combined with the concept of greatness, victory and material achievements as the own definitions of the Being .. many still deny the continuity and unicity, by non-cooperation, support, assist, and in not offer the good word or prayer …
No one will be judged by the absence in practice of altruism … the Law of the Universe consists of both in limiting what is denied, as becomes abundance for of what is freed …
For those resistant to legitimate selfless actions, know that this hesitation that arises internally before acts of compassion, goodwill, wisdom … and love … is your own Divine nature, waiting to be expressed as the actual attributes that permeate existence evolutive …
Although your weighing scales be pending to the squeamishness of the selfishness, in the right time for your awakening will understand that… in any era, or plan, or realm of the universe… the weight of gold would never rise as the lightness of soul …well as is opaque, without the glare generated by the Light …
Our choices can elevate us in the now or tomorrow … but the elevation always is accomplished to every existence.
Every gesture gentler that gets you, is the reflection of your generosity …
All grace that you receive, is a reflection of your greatness …
All gifts you receive is a reflection of your virtues …
All Love that you share, will reflect to the Universe …

By Fred Cury​

A reintegração da Luz…

(Text: Reintegration of Light – Original text in Portuguese language, and transcription for English version)

Se você consegue enxergar uma pequena partícula de Luz, em meio à escuridão no teu caminho, estás prestes a emergir em tua sagrada existência.

A Luz se expandirá numa velocidade em que você ao perceber, a ela reintegrou-se. Porque te lançaste à experiência expansível de tua Alma, para entenderes que não és ausência. Então a Luz de tua essência te procura, e te reencontra. Porque está em tudo. A varrer medos e preencher o todo existente. E por ser vitoriosa e virtuosa de origem, reunifica almas que parecem esquecidas no tempo e no espaço, e funde-se pelo Amor a estas almas. Pois Luz e Alma são unas, separadas apenas pelo esquecimento, nada mais.

Aqueles cegos que também vendaram seus olhos, não te queriam um Ser completo. Estimavam controlar continuamente o teu destino. Esconder-te de ti a Alma de Luz eterna. Não há como conter tua expansão. Não há como esconder-te para sempre à escuridão. Por não ser Luz, nada é então.

Por trás de teus segredos que esquecestes habitar-te, Amada Alma, há uma única e incontestável verdade: “Sois Luz e Alma da espiral de tua Fonte”, em movimento evolutivo, contínuo, interrupto, invulnerável, ascendente e criativo indefinidamente.

Ainda que ignorantes da própria Fonte tentem aprisionar-te às sombras de tua própria existência, convencendo-te ilusoriamente que és escrava cúmplice, da obtenção daquilo que a nada é pertencente. Ou restringir-te a um mero peão imperfeito e insignificante de um jogo ilusório, sustentando monopólios, do que nos foi concedido por Amor. Reflita Linda Alma de Luz, sobre o milagre que és apenas por existires, como a centelha que veio da Luz. O coração que veio do Espírito. A realização que vem do sonho de teu Criador, por Ser em ti; Vida. Manifesto. Sentido…

por Fred Cury

Autor do livro O Amanhecer da Consciência

Edição de Áudio/Vídeo: PALMA – https://youtu.be/DyTptc_xgVo

Reintegration of Light …( English version)

If you can see a tiny speck of light in front of an immense darkness to blind you on your way … you will be about to regain your sacred existence …
The Light will expand in a speed at which when you realize … you was united to it …

Because thou wast cast expandable experience of a soul… for you understand that thou art not absence … then this light find you, because is you … why is everything … because this sweep Divine of light find the all existing… and as Light victorious and virtuous of origin, finds all the souls that seem forgotten in time and space … and merges these souls … because Light and Soul are one, separated only by … oblivion … nothing more …

Those who wish you blindfolded … did not want a being fulfill your legacy… estimated continuously control your destiny … and hide you, from yourself …

Soul of Light eternal …
There is no way to contain your expanding … there is no hiding you from yourself forever in darkness that not is the Light … nothing is…
By behind your existence inhabit secrets inside of yourself,

Beloved Soul, there is a unique and undeniable truth …
“You is Light and Soul in spiral of your source” … on continuous, uninterrupted, invulnerable, and creative movement indefinitely…

Though ignorant of the very Source try to imprison you in the shadows of your own existence, convincing yourself that deceptively are slave accomplice, obtaining what does not belong to anyone … or restrict yourself to a mere imperfect and insignificant pawn in a game, for a paying bills monopolized of all than the Creation had given to you by Love …

Think again beautiful soul of light … the miracle that is you, only existing as the Light that comes from the light, as the Spirit that comes from the Spirit, the achievement that comes from the dream of thy Creator for Being in thee, the life, manifest… the sense…

written by Fred Cury