Algo sutil me disse…

(Text: Subtle something told me – Original text in Portuguese language, and transcription for English version)

Você se entristece por uma mágoa sentida… Debruça a cabeça sobre os braços e chora, e de repente, sentes um leve toque magnético em tua nuca, levanta o semblante e sente o toque em tua face, como se o sutil toque quisesse lhe enxugar as lágrimas… Você não vê de onde vem, não ouve uma palavra, mas você sente um arrepio a dominar-lhe o corpo, e começas a sentir que não é um domínio interventor, mas um caloroso abraço, como se o corpo estivesse sendo levitado lentamente, como se lhe quisesse transmitir sensações de leveza, de alento… Como se estivesse querendo te dizer: “Desperta linda Alma”...

Vede… Abra-te a expansão do que até aqui pudestes enxergar…  Sinta a magia que lhe circunda a existência…

Aquela brisa que recebeste ao observares as majestosas árvores, que exalam os aromas verdejantes de suas folhas… A acenarem para ti com o movimento dos ventos… E daquelas providas de flores, que não hesitam em exalarem os perfumes de suas obras primas…

Aquele pequeno pássaro que pousou, mantendo a distancia, arredio por tua presença, assim mesmo, manifestando seu canto como se quisesse lhe chamar a atenção, à amplitude da arte que pode expressar de seus pequenos pulmões…

Já ouvistes aquela melodia ressonante do correr das águas de um rio, ou da calmaria que o som das águas das chuvas lhe trouxe… Lembra-te também do mar movendo-se até a areia para lavar teus pés… Dos golfinhos em seus nados acrobáticos e sincronizados, expressando a felicidade por tua presença…

Recorda-te daquela sensação profunda de um acorde emitido de um instrumento musical, tocado por um humilde artista de rua, remetendo teu sentimento a algo familiar que ainda não pudeste recordar…

Apreciai de certo momento, em que um pequenino anjo sob a forma de uma criança, irradiante de espontânea pureza, acenou para ti, sorrindo como o Sol, repleto de energia vital, em sincera expressão grata, por estares naquele caminho de sua passagem…

Resgatai a frase daquele lindo poema que lestes outrora, em um velho livro exposto num “sebo”, ou escrito clandestinamente num muro, e pensaste; ”Isto foi escrito pra mim”…

Lembrai agora… O mundo não escureceu para ti, nem ao redor de ti, é apenas a experiência para que recordes, que a Luz que pode guiar-te, também pode emanar de ti novamente… Ao compreenderes que em meio a tudo o que foi obscurecido, as ressonâncias da Vida não te deixaram… Elas estão sutilmente, continuamente, a cada passo que deres por tua liberdade, comunicando-se contigo sem reservas, nas infinitas tentativas de inspirar-te, como Deus se expressando em várias faces, a declarar-te apaixonadamente, como uma mãe ao seu rebento; “EU TE AMO ETERNAMENTE”…

Fred Cury

Autor da página Freed On Life: https://www.facebook.com/freedonlife 

Versão em Vídeo/Áudio publicado no YouTube, declamado pelo autor:  https://youtu.be/Lo87UdGAioY

Subtle something told me … (English Version)

In you grieve for a heartfelt sorrow … you bends his head on his arms and cries, and suddenly you feel a slight magnetic touch your neck, lift up the face and feel the touch of your face, as if the subtle hint wanted wipe away tears for you … You do not see where it comes from, do cannot hear a word but you feel a shiver to dominate his body, and begin to feel that it is not an intervening domain, but a warm hug, as if the body was being levitated slowly, wanted to convey lightness sensations… As if trying to tell you: “you can awakening beautiful soul”? …

Look … Open up the expansion of which hitherto could you do no see … Feel the magic that surrounds its existence …

That breeze you received to observe the majestic trees that exude the lush aromas of their leaves … Waving for you with the movement of the winds … And those provided with flowers, that do not hesitate to exhale the perfumes of his masterpieces …

That little bird landed, keeping the distance, aloof by your presence, anyway, expressing his corner as if to draw your attention to the breadth of art that can express her little lungs …

You heard that resonant melody of the running waters of a river, or the calm that the sound of rainwater, brought to you … Remember also the sea moving to the sand to wash your feet … or dolphins in their acrobacies synchronized, expressing happiness by your presence …

Reminds that deep sense that a chord issued of a musical instrument, played by a humble street artist by referring your feeling to something familiar that you could not even remember …

Appreciate in the time, in which a little angel in the form of a child, radiating spontaneous purity, waved at you, smiling like the sun, full of vital energy, in sincere grateful expression, for being that way of its passage …

Redeem the phrase of a beautiful poem that you read once in an old book, of a “old library”, or written clandestinely in a wall, and you thought; “This was written for me” …

Remember now … The world is not dark for you, nor around you, it’s just the experience to that record, the Light that can guide you, can also emanate from you again … By understanding that amid all that was obscured, the resonances of life have always been there… They are subtly, continually, every step you give for your freedom, communicating with you without reservation, the endless attempts to inspire you, as God expressing by various faces to declare If passionately, like a mother to her offspring; “I LOVE YOU FOREVER”

Fred Cury

Anúncios

2 comentários

  1. Andréa ramos · agosto 23, 2015

    lindo ,maravilhoso , emocionante gratidão.

    Curtido por 1 pessoa

  2. freedonlife · abril 7, 2016

    Republicou isso em freedonlife.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s