A intenção e a 5ª dimensão…

(Text – The intention and the 5th dimension – original text written in Portuguese, and in English version)

Saudações a todos os corações unificados

Eu desejo sinalizar de minha parte, a  inovadora comunicação e energia que cada vez mais, se expande em Consciência de Unicidade, honrando a abertura dos Novos Tempos transformadores para a Mãe Terra e a Humanidade. Uma Energia em plena atividade precursora, há certo tempo na contagem linear terrena, culminando no desfecho do Antigo Ciclo e início do Novo Ciclo desde 2012.

Seguir no sentido à 5ª dimensão, significa acima de tudo, a recordação de nossos Aspectos Multidimensionais, a partir do reencontro interior de cada Ser pelo CoraçãoÉ compreender que acima de quaisquer objetivos, a Evolução está em curso, e a Mãe Terra já se encontra Ascensionada dimensionalmente, mantendo paralelamente os padrões da 3ª dimensão, para que a humanidade cumpra seu ciclo em legados individuais de Alma, de auto Aprimoramento, no exercício de Ancorar e Emanar as Energias Elevadas necessárias, ao realinhamento e retorno às Reais Potencialidades de Cocriação.

Aprimoramo-nos individualmente, mas o Propósito é sempre Divino, ou seja, Coletivo. Com base na Realidade de que cada Ser, é a Plena Manifestação de uma única Fonte inesgotável de Amor Universal. Portanto, cada expressão torna-se Livre, quando consciente, realinhada, ressonante e harmonizada com as Intenções focadas na Perfeição Divina de suas origens e semelhanças em Luz. Pois, todas as polaridades, divisões e desequilíbrios que ainda percebemos, são ilusões que represam a Evolução Cósmica Universal.

A Consciência de nossos Aspectos do Eu da 5ª Dimensão, não se alinham aos Velhos Paradigmas de poder, lucro, controle, desigualdade, subjugo e seus resultados. Testemunhados em nossas percepções tridimensionais entre o Despertar, a Purificação e a Transmutação.  Todavia, alinham-nos quando nos permitimos “Ser” simplesmente, nas Verdadeiras expressões e manifestações de Amor Incondicional, a partir de cada Coração e Mente reintegrada ao mesmo, ainda na Transitória Experiência da Fisicalidade.

Sem desejar gerar restrições à Liberdade de expressão de cada um, cumpro incentivar o Discernimento, de que há certos objetivos pessoais, que impossibilitam o acesso as Vibrações Elevadas por Direcionamentos, que auxiliariam e incentivariam o desenvolvimento da Ascensão Individual e Coletiva, e a elevação dos aspectos da 3ª dimensão, potencializando-a a desfrutar mesmo nos planos físicos até a 4ª dimensão inferior , dos benefícios energéticos, vibracionais, criativos e ilimitados da 5ª dimensão e acima.

Portanto, muito mais que objetivos, ao nos desapegarmos dos velhos conceitos e paradigmas e desagregar-mo-nos dos mesmos, liberando-os, atingimos a compreensão dos Propósitos aos quais fomos Voluntários, nas Missões concernentes ao próprio desenvolvimento de Alma, perante  ao Todo e aos nossos Aspectos Superiores de Consciência.

São Missões Sagradas, que voluntariamente assumimos por Amor e Evolução, em Reunirmos e Difundirmos, no pleno interesse comum, com base na Auto Mestria do Eu Multidimensional. Produzindo assim, pelos pensamentos, palavras, intenções, ações e vibrações, as energias que permitam transmutar as expressões remetentes ao sentimentos de julgamento, revolta, retaliação, egocentrismo e sobretudo, do Medo, que a todos estes englobam. Apenas concentrando o foco nas Energias Puras do Amor Incondicional, da Paz, da Verdade, do Equilíbrio, semeando-as com Fé e Confiança no Propósito Divino, para que todos possam reencontrarem-se e reconhecerem-se Divinos  em seus próprios Corações.

Vale enfatizar portanto, que a 5ª Dimensão não é um conceito, mas acima de tudo, Consciência Unificada

Faça-se a Luz…

escrito por Fred Cury

Versão Áudio/Vídeo editado por PALMA: https://youtu.be/dtVBrhSKUss

The intention and the 5th dimension … (English version)

Greetings to all unified hearts …

I want to signal on my part, innovative communication and power that increasingly expands to consciousness of Oneness, honoring the opening of the new times, transformers for Mother Earth and to humanity. An Energy culminating in the ending the Old Cycle, and the beginning of the new cycle in full activity.

Steps towards the 5th dimension means above all the memory of our Multidimensional aspects, from the inside of each reunion of the Being with the Heart. It is understood that above any goals, the Evolution is ongoing, and that Mother Earth is already Ascended dimensionally, keeping parallel the patterns of the 3rd dimension, so that humanity fulfills its cycle in individual legacy of Soul, with self-enhancement, to exercise anchoring and promulgate the Energy High necessary, to realign and return to the Real Potential of Co-creation of every Being.

It is an exercise individually, but the purpose is always the Divine, or Collective. Based on the Reality of each one of us, being the Full Expression of a unique and inexhaustible Source of Universal Love. So every expression becomes free when conscious, realigned, resonant and harmonized with focused intentions in Divine Perfection of its origins and similarities in Light. For all polarities, divisions and imbalances that we still see, are illusions that distanced the human of all Cosmic evolution Universal.

Consciousness of our aspects of the 5th Dimension of the “I am”, do not line to the Old Paradigms of power, profit, control, inequality, subjugation and petty individual results to all. Witnessed in our three-dimensional perception of the Awakening, between Purification and Transmutation. However, we can align us, when we allow ourselves to “be” simply the True expressions and manifestations of Unconditional Love in Transitional Experience of Physicality, from each Heart and Mind reintegrated to the same.

Without wishing to create restrictions on freedom of expression of each one, I fulfill encourage Discernment, that there are certain personal goals that preclude the access to elevate vibrations, by aimings that would help and would encourage the development of individual ascension, as to collective ascension, and expand aspects of the 3rd dimension, increasing it to enjoy even in the physical plans, energy benefits, vibrational, creative and unlimited, of the 5th dimension and above.

Therefore, much more than goals, when we detach the old concepts and paradigms and disaggregate us of them, releasing them, we reached an understanding of the Purpose which We are Volunteers in Missions, concerning the proper development of Soul, representatives of our higher aspects of Consciousness.

Missions are sacred, which voluntarily assumed by Love and Evolution in together, and working in full common interest, based on Self Mastery of The Multidimensional SELF aspect. Thus producing, by thoughts, words, intentions, actions and vibrations, the energies that allow transmute for the light, the expressions to feelings of judgment, anger, retaliation, self-centeredness and above all, the fear that all these encompass. Only concentrating the focus on Pure Energy of Unconditional Love, Peace, Truth, Balance, sowing them with faith and trust in the Divine Purpose, for all to rediscover yourself and recognize-Divine in their own hearts.

It should be stressed so that the 5th Dimension is not a concept, but above all, Consciousness Unified …

Let there be light …

written by Fred Cury

Anúncios

Orientação…

(Text: Orientation – Original Portuguese and English version)

Há tempos, procurei ouvir uma palavra orientadora além de meu próprio Ser interior. Orando e rogando tantas vezes, enfatizando as necessidades que eu estimava serem necessidades, sem procurar saber da origem de tais sentimentos, que me levassem a recorrer aos pedidos de resoluções.

Mas sei agora que o pesar não advém de algo presente, mas de más resoluções do passado, ou de experiências passadas.

Pode-se optar por tentar corrigir erros passados, mas incorreria no foco aos mesmos erros no presente.

É extasiante perceber, que não há nada que já se tenha passado, que precise ser resolvido.

Porque para o que foi feito não há correção, tampouco julgamento, mas o entendimento acerca do que e como possa ser transmutado. Apenas perdoando e enxergando como experiências que nortearão caminhos inovadores.

Percebi que não era preciso pavimentar novamente uma estrada, que não havia me conduzido senão, ao incentivo de criar meu próprio caminho, onde o destino se mostrasse diante de mim, a cada semente que eu lançasse ao solo fértil e receptivo ao amor, já conhecendo o êxito da colheita.

Isso não foi dito a mim, nem somente por mim, mas numa das formas em que a Fonte se comunica com e por suas infinitas manifestações.

Quando proferimos as palavras isentas de quaisquer objetivos, por benefícios ilusórios e inconsistentes, estamos comunicando a vontade Divina.

Quando ouvimos com a atenção compassiva, as dúvidas de uma alma semelhante sobre a própria existência, processando a melhor forma de compreender o questionamento, permitimos que Deus esclareça verdades a uma mente adormecida ou desorientada, pela sabedoria de nossas palavras.

Quando pensamos claramente que acima do bem e do mal, apenas há o amor, encerramos a disputa e a classificação, por conseguinte, desconsideramos polaridades, constatando ser apenas uma a realidade. Eis uma orientação de nossa Fonte em nossos pensamentos, que nada mais são, do que um único pensamento.

Quando emanamos o Amor real, advindo de nossos corações, seja por admiração, por ressonância, compaixão ou expressão, incondicionalmente, abrimos o portal do manifesto criativo de Deus por nossas emanações.

E toda manifestação não se dá por um condutor, mas por uma interface entre o propósito Divino e a iluminação de caminhos separados apenas pelas experiências, de um Ser Crístico missionário das causas evolutivas Divinas. Aquele mesmo Ser que abre-se às suas próprias e incontáveis possibilidades, pelo aprimoramento no autoconhecimento, ao ilimitado campo da Criação contínua e aperfeiçoada no Amor.

por Fred Cury

Orientation … (English version)

There are times, I expected listen for a guiding word beyond my own inner being. Praying and praying often, emphasizing the needs that I estimated to be needs, without seeking to know the origin of such feelings, to take me to resort to requests for resolutions.

But I know now that grief does not come from something present, but bad resolutions of the past, or past experiences.

You can choose to try to correct past mistakes, but you can incur in focus to the same mistakes in the present.

It is exhilarating to realize that there is nothing that already has passed, that needs to be resolved.

Because for what has been done there is no correction, nor judgment, but the understanding of what and how it can be transmuted. Only forgiving and seeing as experiences that will guide innovative ways.

I realized that it was not necessary to pave again a road, there was conducted otherwise, unless the incentive to create my own path, where the destination is show in front of me, for every seed I threw in fertile and receptive field to love, already knowing the successful harvest.

This was not said to me, not only by me, but one of the ways in which the source communicates with and its infinite manifestations.

When uttering the words free of any goals for illusory and inconsistent benefits, we are communicating the divine will.

When we hear with compassionate attention, the doubts of a similar soul on the very existence, processing the best way to understand the question, we allow God to clarify truths to a sleepy or disoriented mind, in the wisdom of our words.

When clearly think beyond good and evil, there is only love, we ended the dispute and the classification therefore disregard polarities, noting only be a reality. Here is a guide of our Source in our thoughts, which are nothing more than a thought.

When we emanate the real Love, arising from our hearts, whether by admiration, by resonance, compassion or expression unconditionally, we can open the portal of creative manifesto of God by our emanations.

And every manifestation no longer just a channel, but an interface between the Divine purpose and the lightening for separate paths just by the experiences of a missionary, the Divine Being Christic evolutionary. That same Being who opens their own and countless possibilities for improvement in the self-knowledge, the unlimited field of continuous creation and perfected in love.

by Fred Cury

Abismos e Voos…

(Abysses and flights – Original text in Portuguese language, and transcription for English version in blog) 

As possibilidades de uma existência não mais limitar-se-ão às condições de status atingidas, conquistas, posses, parcerias idealizadas, troféus ou medalhas de honra ao mérito…
Todo objetivo atingido por lutas, sacrifícios, anulações dos próprios sentimentos de bem estar e até ações negligentes ao próprio Ser ou a semelhantes, comprovam-se geradores de desejos por novos objetivos, onde o Ser percorre por um caminho sem fim de medos e inseguranças…
Constata-se, que objetivos sociais programados não alcançados, resultaram em quedas de autoestima e autoconfiança, remetentes à tristeza, desânimo e processos depressivos…

Podemos ver um abismo como o fim de um trajeto, mas sua profundidade nos diz que chegamos a grandes altitudes, e se o fizemos, é por termos asas para a continuidade dos próximos destinos…

O coração é a resposta para as possibilidades além do círculo vicioso. Ao ser ouvido, assimilado e compreendido, abre um campo de percepções e recepções ao novo, ao belo, aos caminhos que ressoam e despertam sentimentos puros e profundos, de felicidade plena, de liberdade, de autoconhecimento, de Amor incondicional, de virtudes e dádivas nunca antes recordadas pelas consciências veladas. O coração é a interface para sintonizar as frequências, que permitem comunicações e orientações de nossos aspectos elevados, que incluem em acréscimo a conexão com nossas famílias espirituais…

Uma das chaves para abrir a porta do templo interior no coração, é o perdão. O perdão a nós mesmos, o perdão às manifestações externas de nossos convívios nesta superfície… A outra chave é a gratidão. A gratidão a nós mesmos, às nossas Divinas Presenças, à Mãe Terra, aos Elementais da Natureza, aos Anjos, Arcanjos, Mestres, à Irmandade Galáctica, e pelo discernimento de que toda experiência, ao final, é iluminada e serve ao propósito do bem maior. Sem deixar de mencionar a principal chave, o Amor Incondicional pelo que somos, expansíveis à Vida como um Todo.

Não há mais o que julgar ou condenar. As experiências foram vividas e não há o que resgatar delas, nenhuma revisão do passado, nenhum sentimento de que se fosse feito diferente, o presente teria um resultado satisfatório. Esta incerteza é geradora contínua do que se encerra em arrependimentos, portanto, autojulgamentos e, por conseguinte, incentivos ao julgamento de outros, por uma necessidade de atribuir frustrações pessoais ao externo, pela autocondenação e encarceramento na certeza de haverem cometido erros passados.

Não há erros a serem considerados, ou que devam ser revistos numa reincidência cíclica e torturante. Há referências ao agora, que valorizam as energias puras harmonizando-se com o destino mais assertivo, por estar em alinhamento com cada passo iluminado pelo Amor… 

O mal está se esvaindo do mundo agora, embora mostre-se tão aparente. Não obstante, está se movendo da obscuridade enigmática, acobertada por mentiras acerca de absolutamente tudo que aprendemos e que transformaram realidades puras em lendas, para a explícita verdade de sua indigna e desarmoniosa presença. Portanto, tudo que o Ser vislumbrar ou sentir de novo a partir de agora, são suas verdades ocultadas que se revelam paulatinamente, e estas elucidarão que as mentiras mantidas por eras, tinham o objetivo de que todos fossem controlados pelos medos, a ponto de não reconhecerem quão ilimitadas e expansíveis são suas naturezas, e quais diversidades maravilhosas os pensamentos reconectados à Fonte podem cocriar e manifestar…

A inocência, realocada como antônimo da culpa, enfim retorna como um estado de pureza e perfeição originais. Trazendo novamente as virtudes, como os reais atributos ante as imperfeições impostas ao Ser que, por conseguinte, deixará de crer em suas definições como negativas, transmutando imperfeições em experiências e instrumentos para a automestria. Extinguindo assim, a razão de idolatrar quaisquer socorristas espirituais, pois estes são irreais, e não há o que se idolatrar, quando todo Ser é unificado à energia absoluta da Criação.

Se perguntarmos a quaisquer Mestres das dimensões elevadas, se são adeptos da adoração como idolatrias, certamente seria dito que o Amor Incondicional emanado por suas essências, não esperam por essas repostas, mas sim, o reconhecimento de cada Ser de sua própria Mestria, no entendimento do poder de desencadear a partir de si, o bem maior ao todo unificado.

A adoração, pois, poderia retornar ao seu estado original de reverência pela Vida como um todo, a partir de seu Amor na própria identificação como Ser divino criativo, empoderado, ilimitado, eterno e consciente de que da Fonte é uma manifestação, cujos atributos são; criar, transformar, renovar, expandir… Por suas próprias potencialidades.

Tudo trará o entendimento de que as cercas e muros que separam quintais pelo mundo, não têm mais razão de serem divisores, monopolizando um vasto e fértil campo oferecido por Gaia, nossa Mãe Terra. Restabelecendo o conhecimento, de que divisores levam à separação do inseparável, por falsos conceitos de poderes pessoais, gerando competitividade por aquilo que a ninguém pertence, negligenciando equilíbrios naturais e obstruindo um perfeito processo evolutivo de uma consciência planetária.

O momento do fim está próximo. O fim de um longo sonho. E assim, recordaremos alegres adiante, que um dia sonhamos sermos partículas diminutas, inertes e indefesas, separadas da energia cósmica suprema de uma única Fonte que ama, concede e evolui infinitamente por meio de nós como um todo…

Quando reconhecer-vos em essência, vereis a vós como almas definidas divinas por origem e criativas por manifestação desta origem. Então tereis conclusivamente recobrado, que nossas atribuições não se restringem ao limitante campo do imutável…

…escrito por Fred Cury

Versão em Áudio/Vídeo editada por PALMA: https://youtu.be/se10Sa9c470

Abysses and flights (English version)…

The possibilities of a life unlimited, no more will be the status of conditions met, achievements, possessions, idealized partnerships, trophies or medals of honor to the merits …

Every goal achieved through struggles, sacrifices, cancellations of own feelings of well-being and even negligent actions to Being itself or the like, show up desires generators for new goals, where the Being traverses a path endless from the fears and insecurities. ..

It appears that planned social objectives not achieved, are resulting in falls from self-esteem and confidence, senders to sadness, and depressive processes …

We can see an abyss like the end of a path, but its depth tells us that we reached high altitudes, and if we did, we have wings to continue the next flying …

The heart is the answer to the possibilities beyond the vicious circle. If we heard it, we can assimilating, understand it, and open a perceptions field and receptions to the new, the beautiful, the ways that resonate and awaken pure and deep feeling of complete happiness, of freedom, of self, of unconditional love, virtues and gifts, that never before we recalled in the veiled consciousness. The heart is the interface to tune the frequencies that allow communication and guidance from our higher aspects, which include in addition, connecting with our spiritual families …

One of the keys to open the gate of the inner temple in the heart, is forgiveness. Forgiveness ourselves, forgiveness to external manifestations of our gatherings on this surface … The other key is gratitude. Gratitude to ourselves, to our Divine Presence, for Mother Earth, the Elementals of Nature, the Angels, Archangels, Masters, the Galactic Family, and the insight that every experience in the end is lit and serves the purpose to well larger. And, because not to mention the primary key, unconditional love for who we are, expandable to life as a whole.

No more than judge or condemn. Experiences were experienced, and there is nothing to rescue them, no revision of the past, no feeling that if it were done differently, this would have a successful outcome. This uncertainty is continuously generating the ending regrets, therefore, self-judgments and therefore incentives to the judgment of others, by a need to assign personal frustrations to external, or self-condemnation and imprisonment by the certainty of having committed past mistakes.

No errors to be considered, or that should be reviewed on a cyclical and torturing recurrence. Now, there are references, who value pure energy of harmonizing, with the more assertive destination, to be in alignment with each step illuminated by Love …

Evil is slipping away from the world now, although it shows up so apparent. Nevertheless, it is moving to out the enigmatic dark, covered up by lies about absolutely everything we have learned and who turned pure realities in legends, to the explicit truth of his unworthy and disharmonious presence. So all that being glimpse or feel again as of now, are your truths hidden that gradually reveal, and these elucidate the lies kept for various ages, that had the goal of everyone to be controlled by fears, not to point and recognize how limitless and expandable are their natures, and what wonderful diversity of thoughts reconnected to the Source can co-create and manifest …

Innocence, reallocated as antonym of guilt, finally returns to a state of purity and the original perfection. Bringing again the virtues, as the actual attributes on the face of imperfections imposed for us, therefore, no longer believe in their negative definitions and, transmuting imperfections in experiments and instruments for self-mastery. For extinguishing thus, reasons to idolize any spiritual rescuers, because they are unreal, and there is not what you idolize when the whole being is unified to the absolute power of creation.

If you ask any Master of the higher dimensions, whether they appreciate idolatry, would certainly be said that the unconditional love emanating from their essences, do not aspire for those answers, but the  recognition of each by itself in your own mastery, and understanding your own power to unleash the greater good of the unified whole.

Worship, therefore, could return to its original state of reverence for life as a whole, from his love in his own identification as a divine being creative, empowered unlimited, eternal and aware that the source is a internal manifestation for us, whose attributes are ; create, transform, renovate, expand … For their own potential.

It will bring the understanding that the fences and walls that separate backyards around the world, have no reason to be. Because are dividers, monopolizing a vast and fertile field offered by Gaia, our Mother Earth. Discerning which dividers lead to separation from what is inseparable, are misconceptions of personal powers, creating competition for what belongs to anyone, neglecting natural balances and obstruction a perfect evolutionary process of a planetary consciousness.

The time of the end is near. The end of a long dream. And we can commemorate forward, by the amazing awakening of a dream of being tiny particles, inert and helpless, separated from the infinite cosmic energy from a single Source, who loves, gives us grace and evolves endlessly through us …

When you recognize and rediscover yourself in your essence, you will see you as the divine soul, beloved by origin, and creative for the manifestation of this origin. So, you will be assured that your assignments are not restricted to an immutable field…

… written by Fred Cury

O Aprimoramento da Alma

Eu louvo esses tempos incríveis… Tempos de inovações, de transformações, de energias purificadoras e restauradoras do Ser…

Como é indescritível a sensação de poder dizer com o coração aberto que Amo… Que nada amo em particular, apenas amo particularmente o que há…

Reaprendi a não esperar nada desse Amor, que Ele já não tenha me agraciado por Ser o Amor… O poderoso, magnífico e absoluto sentido de expansividade da Vida…

“O Discernimento”

Há dois aparentes longínquos meses, o passado tem vindo a mim, com toda energia densa de diversas experiências… Todas acumuladas em minha atual experiência prenunciadora da libertação, em assimilação do conceito imaculado da graça Divina…

As dores do passado são atrozes… Ajoelhei-me e contorci-me, pois o corpo não se sustenta ante a agressividade sentida…

Deitado, sentia-me recebendo Luzes em raios intensos, de minha amada Família do Cosmos, acompanhada de sons aos meus ouvidos em aumentos gradativos de volume, para que as presenças se confirmassem mais marcantes… Representava-me uma nave pousando em meu coração… Aqueles sons também denominados “Trombetas dos anjos”…

Em meio à dissonância entre as altas frequências de Luz e as densas energias das experiências terrenas, as dores se intensificavam ainda mais, como se queimassem o corpo por toda extensão de minha coluna vertebral e as terminações nervosas nos membros, e os pensamentos mais aterrorizantes que vinham, causavam sensações de medo de experienciar um castigo eterno, remetendo-me ao tal “inferno”, que certas religiões apontam como existente, levando-me a compreender que este apenas tornar-se-á real, se assim o permitirmos…

“A Mão Protetora”

Os dias e noites se seguiram com a mesma rotina, onde todos meus membros deslocavam-se, com precisos movimentos fisioterápicos de acionamentos quânticos, advindos de comandos divinamente codificados…

A cada passo do processo, fui me familiarizando aos momentos em que eu deveria respirar profundamente, a fim de auxiliar o bom andamento da cura e atenuar as sensações dolorosas…

Os mais variados pensamentos impuros e indignos para um Ser de Luz vinham à mente… Como ressentimentos, descrenças na humanidade, julgamento, culpa, vergonha, auto depreciação, indefinições, incertezas…

Foi quando em meio às dores intensas e pensamentos que poderiam conduzir-me à auto supressão da vida por desespero, a clareza da sabedoria infinita da Fonte de toda essência, trouxe-me à lucidez plena, de que minha realidade não era a Luz guerreando contra as trevas impregnadas em meu Ser, mas sim, a Luz transmutando a cruel percepção da ilusão desse mundo, a conduzir-me de volta à compreensão e ao coração de meu Ser Supremo, com o poder do conhecimento readquirido…

Percebi pois, existirem  partes de mim a reunirem-se novamente, e sem saberem, buscando por conciliação, perdão, libertação e renovação…

Nesta mudança de direcionamento, em detrimento das terríveis sensações, senti aquela mão dos meus momentos anteriores de Paz e Lucidez, a tocar minha face esquerda… Daquela cuja presença emocionaria até os mais incrédulos… Devido à força de sua energia amorosa, protetora, orientadora e conciliadora… E por meio da intuição já liberada por minha decisão e sobrepondo-se a quaisquer pensamentos interventores, disse-me a Bem Amada Mãe da Humanidade: “Filho, sempre estarei contigo na eternidade”.

“A Ressurreição e a Vida”

Na oportunidade que obtive, fossem quais fossem as experiências, reunifiquei-as em um só passado, neste instante diante de mim, dizendo-lhes: Eu me reconcilio convosco e eu agora vos abençoo com a Luz que se restaura sobre mim… Transmuto esta energia de dor em Amor, e nossa energia será fortalecida… Não há porque guerrearmos… Todos vencemos na Paz do Altíssimo… Trouxemos o futuro incerto para juntar-se a nós, e somos a reunificada e eterna certeza e confiança do agora…

E das partes que se reúnem nesta renovação, reconheço-me agora como a parte de Deus glorificada, em regozijo e gratidão pelo Ser que se aprimora e ama incondicionalmente… O Amor incondicional e o perdão exprimem a vontade suprema de conduzir-se no Amor, eternizando-a, interrompendo assim, todo processo que o medo, a vingança e o sentido de separação da Fonte, possam vir a condenar almas evolutivas à estagnação na roda da dor e sofrimento…

E do agora… Eu Sou parte mensagem… Parte mensageiro… Parte missionário… Parte realizador novamente… Parte do Todo Unificado…

Recordei que para o nosso mundo, não há porque reconstituir experiências, mas criar o novo, com todo o conhecimento do que tende a ser retrogrado se reconstituído…

Recordei, por fim, que atraí a dádiva dos instrumentos divinos de libertação, ao me despir da personalidade, e ao intencionar vestir um mundo novo com a Luz de minha essência… Eu Sou, o que Eu Sou…

“A Mensagem”

Neste momento em que escrevo estas palavras, minha experiência talvez não tenha atingido ainda cinquenta por cento, deste intenso processo de purificação e transmutação… Todavia, nenhuma dor intensa será superior ao êxito, que meu ímpeto evolutivo se propõe atingir, sobretudo, a esse Amor incomensurável, que define a Presença Divina vibrante em meu coração…

Não escrevo tal história de minha purificação, para que vos preocupeis com vossos processos transformadores e suas manifestações… Enfatizo que meu caso possui uma singularidade, inerente a certo nível de Luz que desejo propagar, e se for útil ao propósito do Criador, revelarei em certo momento…

Todas vós, Amadas Centelhas do Criador, sois Almas que projetaram-se a um sentido evolutivo singular, e cada uma é uma força complementar de uma corrente universal…

Sabeis, muitos anjos encarnados são parte deste processo que descrevo em profunda gratidão,  ao auxiliarem-me em situações extremas… Somos um Coletivo de Luz…

Compartilho minhas experiências para que aqueles que ainda não puderam discernir, possam refletir sobre as distinções entre os até então propósitos humanos, as causas das percepções sob a forma de dores e temeridades, tornando as ilusões, efeitos tão reais e torturantes, e o propósito Divino, o verdadeiro sentido de retorno à Mestria, Perfeição e Ascensão na Luz Eterna, reunificados no Amor ao Coração da Fonte de toda a Vida… E vibro veementemente e apaixonadamente pela Plenitude da Vida, para que as causas humanas sejam finalmente, transmutadas em causas Divinas…

Faça-se a Luz…

Fred Cury

O elemento vida…

Sei que muitos já não me reconhecem em suas interpretações…

Mas eu digo, estou a poucos passos de passar pela porta de acesso para onde realmente estou…

Pois eu também pensei que me reconhecia, mas agora sei, em lucidez presenteada por um novo ciclo evolutivo, que era apenas um personagem que criei em algum ponto, onde eu havia me esquecido de minha essência…

Não possuo instruções acadêmicas que a sociedade capital exige, então, passei a ser ninguém, para um mundo de vários ninguéns, com ilusórias noções sobre serem alguém…

O ser individualizado… Tão solitário sem saber, que as únicas companhias que desfruta, é de uma dama perspicaz, chamada Hipocrisia, e um cavalheiro muito ardiloso chamado Orgulho, ambos da nobreza dos reinos da ilusão…

É curioso esse conceito, que geralmente suprimi talentos inatos, trazidos das dimensões criativas, para omiti-los do mundo e do próprio Ser…

Por tanto tempo reprimi a música e a literatura dentro de mim… Estimava não ser valorizado sem estudo… E realmente não fui…

Todavia, para que eu precisaria de tal valor? Escondi-me de mim mesmo, por querer agregar valores a uma lista de validações externas ao meu coração?

Eu canto, porque há uma voz dentro de mim desejando experimentar, como é reproduzir sons pela voz humana, acalorada por um coração que Ama com todo o poder do Amor…

Escrevo, reproduzindo nas palavras, a paixão de um Criador por sua Obra prima, a Vida… Multiplicada em intermináveis expressões e formas…

Às vezes, levo nosso Deus de Amor para passear, para apreciarmos nas sensações em uníssono, toda a gloriosa natureza de mais uma das obras da Vida, a Mãe Terra… Buscando nada mais do que uma frase ou uma melodia da infinita fonte de inspirações… Louvando e honrando tanta beleza e perfeição…

Sei que muitos não me reconhecem mais… Mas irão conhecer-me realmente em si mesmos, porque o passado não precisa ser o mesmo do agora… Ele pode ser alterado pela renovação…

Não há regras para passos evolutivos, que deixam de ser represados pelas reincidências na reconquista da liberdade…

Há uma energia em mim pedindo para criar novamente, é o que me define o “Eu Verdadeiro” que desponta, e não hesito hoje em manifestar a liberdade que me é dada como dádiva…

É a energia também não reconhecida por muitos…

Por muito tempo nos ensinaram a busca-la no alto, a ajoelharmos inferiorizados em reverência e temeridade… Àquele que categorizaria seletivamente, distinguindo pecadores destinados à punição, instigando-lhes o ódio, ou subservientes de uma falsa moral planeada, aprisionados ao medo de terem o mesmo destino…

Ao dizer “Não” para falsas impressões em torno de Deus, de um “ninguém” para um sistema que me agraciou com sua rejeição, recuperei alguém dentro de mim… É maravilhoso saber, que está em todos os corações, que hora me estranham como se Eu não fosse o mesmo, e hora despertarão para se reencontrarem com suas verdades…

Redescobrirem que ser humano, não é a definitiva manifestação da essência da Vida… Alguém que opta por uma vida espiritual a certa fase de suas experiências, a fim de aproximar-se de Deus… Mas, um aspecto biológico transitório da natureza, por onde o Espírito Divino inspira-se e se expressa, reverenciando assim, por meio de cada coração unificado, as várias formas sagradas de enxergar, experienciar e manifestar o seu grande Amor por todas as suas criações…

Fred Cury

Autor da página do Facebook Freed On Life: https://www.facebook.com/freedonlife

Edição de Vídeo/Áudio por PALMA: https://youtu.be/mY5qssC6_MM

The life element … (English version)

I know that many no longer recognize who I am in their interpretations …

But I say, I’m a few steps to go through the access door to where I am really …

For I also thought I can have recognized me, but now I know in lucidity with a new evolutionary cycle, it was just a character I created somewhere where I had forgotten my essence …

I do not have academic instruction that the capitalist society requires, then I became a “nobody”, to a world of many nobodies, with illusory notions about being someone …

Being individualized … So lonely without knowing that the only companions that have, is a shrewd lady called hypocrisy, and a very astute gentleman named Pride, of the nobility of the kingdoms of the illusions…

It is curious that concept, which usually suppress innate talents of the creative dimensions, to omit them from the world and of Being itself …

For so long, I kept music and literature in me, estimating not be valued without study … And it really was not …

However, for that I need this value? I hid myself, for wanting to add value to a list of external validation to addition of my heart?

I sing because there is a voice inside me wanting to try, as play sounds the human voice, heated by a heart that loves with all the power of love …

Writing the passion of a Creator for his Masterpiece, The Life … Multiplied in endless expressions and forms …

Sometimes, I will lead our God of Love to walk around, to appreciate the sensations in unison, of the a glorious nature of one of the works of the Life, the Mother Earth … Seeking nothing more than a phrase, or a melody in the inspirations of the infinite source, … praising and honoring such beauty and perfection …

I know that many do not recognize me anymore … But they will know me really in themselves, because the past need not be the same now … It can be changed by the renewing …

There are no rules for evolutionary steps, which are no longer held back by relapses in the reconquest of freedom …

There is an energy in me, asking to create again, it is what defines me the “True Self” that stands out, and does not hesitate today to express the freedom I have been given as a gift …

It is the energy also not recognized by many …

The past taught us to search it high, inferior to kneel in reverence and temerity … One who categorize selectively distinguishing sinners destined for punishment, urging them hate, or subservient to a false moral planned, imprisoned by fear of same fate …

By saying “No” to false impressions about God, of a “nobody” to a system that has given me his rejection, I regained “someone” inside me … It is wonderful to know that is in every heart, that considered me it strange as if I were not the same, the time awaken to being reunited with their truths …

Rediscover that human being is not the ultimate manifestation of the essence of life … Someone who opts for a spiritual life to a certain stage of their experiences in order to get closer to God … But a transitional biological aspect of nature , where the Divine Spirit is inspired by and expresses itself, so revered through each unified heart, the various sacred ways of seeing, experiencing and expressing his great love for all his creations…

Fred Cury

Facebook “Freed On Life” page author: https://www.facebook.com/freedonlife

As energias da ressurreição…

Até então, muitos entendem as questões de nossas percepções como realidades, mas face às tantas transformações oportunamente, podereis vos abrir ao novo que se apresenta, e havereis de compreender o quão importantes são as novas energias, para a ressurreição do Cristo interno de cada coração…

Movemo-nos por um sistema de civilização, onde a moral foi instituída para disciplinar o que é imoral, o que insere ambas as crenças no mesmo patamar, no sentido de que a moral não foi criada para correção da imoralidade, mas para ocultá-la por detrás de uma máscara protetora, tornando assim o imoral como único e evidente propósito…

É um sistema onde se coloca o capital e o lucro como justificáveis, em quaisquer de suas resoluções, sobrepujando direitos individuais de cada Ser e, sobretudo da Mãe Planetária…

Tal sistema incentivou a lei do mais forte, para que todos ambiciosamente, objetivassem conquistas para seu poder pessoal com base no capital adquirido, desenvolvendo em certos casos como causas desastrosas, ações criminosas em várias modalidades, na ideia de que por meio das mesmas, se equiparariam nesta corrida pelo “ter”…

Estendem-se também tais crenças de como conquistar ou atingir vitórias, aos esportes e à cultura, onde a competitividade é o foco, e acaba colocando o indivíduo em uma busca equivocada de si mesmo…

Como maior agravante, eis a manutenção da guerra, como se fosse um direito inalienável de soberania, decidida por cúpulas governamentais e recursos pagos pelos povos, alimentadores de um sistema financeiro escravagista de altos tributos e juros absorvidos dos resultados de trabalho extremo, a fim de saldar empréstimos bancários e de manterem-se estruturados e de certa maneira, alicerçados no pouco que lhes restam, sem saberem, que os valores concedidos para seus endividamentos são de origem fabricada, sem a devida reserva capital…

Então, existem as leis, para alavancar mais um conceito desalinhado com o preceito divino, o julgamento e a condenação, para controle e disciplina de ações, cujo próprio sistema se fez apologista… Juntamente com os ensinamentos religiosos de imperfeição, subserviência e subjugo humanos, tudo foi planeado para dividir o potencial do Ser… Levando-o a acreditar estar separado de Deus e de toda a criação da mesma Fonte Divina, competindo uns com os outros e até consigo mesmos…

Como podeis identificar, neste mais que resumido apontamento, é uma rede interligada de poderes com estratégias de dispersão, escravidão, aprisionamento, alienação e enfraquecimento…

Todavia, aqui não objetivo julgar ou instigar revoltas, pois os resultados que presenciamos falam por si, e tais experiências fazem parte do processo de aprendizado, mestria e ascensão de cada Alma…

Escrevo somente um convite à reflexão, para que possais discernir em meio às tantas transformações, o que seria real entre os “Jogos de ilusão do sistema” e a “Perfeição Divina”. Para que opteis pelo “Deus Capital”, que representa a experiência da dualidade, sonhos inatingíveis e medo, ou pelo “Deus de Amor”, o Caminho, a Verdade e a Vida, do qual procedeis… Pois ambos não caminham juntos no que concerne à evolução e ascensão…

Há um auxílio constante, elevando-nos com acompanhamento espiritual, orientações e mensagens canalizadas, ou por meio intuitivo, das diversas raças intergalácticas, mestres ascensionados, arcanjos, anjos, mentores espirituais, habitantes dos reinos intra terrenos, todos à nós unificados. Além deste apoio multidimensional para incentivar-nos à recordação e expansão, há também as almas já encarnadas no plano, com propósitos evolutivos pré concebidos, que estão entre as novas gerações de jovens e crianças…

Ao desejáreis, pois tens o livre arbítrio, podeis agora abrir o coração a fim de percebereis e vivenciareis a experiência intensamente, da renovadora força energética que inevitavelmente insere-se em todas as formas de vida, advinda de explosões cósmicas de incontáveis períodos passados em nossa visão de tempo, projetadas pela benevolência e inteligência infinitas da Fonte de toda vida… A Fonte do Amor que nos faz eternos divinos…

Este poder energético vem a realinhar-nos com a verdadeira origem, purificando sistemas de crenças, dogmas, fundamentalismos, conceitos, medos e divisores do Ser Unificado. Revelando-nos como verdadeiros manifestos da Criação, em nossas reais essências e potencialidades criativas evolutivas…

Podereis entender que o Amor Divino, foi sustentação para atingirmos este grande momento de transição Planetária e Humana, pois a partir Dele, criaram-se os dispositivos das energias do Perdão, da Compaixão, do Altruísmo, da Paz, para que não proclamássemos justiça com retaliações, mas que criemos juntos, em unicidade e evolutivamente, a nova sociedade Humana da Luz e do Amor Divino, em reintegração, ressonância e harmonia com o processo de ascensão da Mãe Terra, e com toda irmandade de Luz dos diversos reinos no Universo…

Faça-se a Luz…

Fred Cury

Edição de Vídeo / Áudio por PALMA:  https://www.youtube.com/watch?v=eu1qeRC5T-M

The energies of the resurrection … (English version)

Until then, many understand the issues of our perceptions as current realities, but given the many changes in due course, all be able open you to the new from that presents itself, and shall understand how important are the new energies to the resurrection of Christ within every heart…

We move by a system of civilization, where morale was instituted to regulate what is immoral, which makes both faiths at the same level in the sense that morality was not created for immorality correction, but to hide it behind a protective mask, thus making the immoral as the sole and obvious purpose …

It is a system where you place your capital and profit as justifiable in any of its resolutions, overriding individual rights of each being and especially the Planetary Mother …

Such a system encouraged the law of the strongest, so everyone in ambition, had as objectives for your personal power based on the acquired capital, with the disastrous causes, criminal actions in various forms, the idea that through the same could win this race by “have” …

Stretching up this belief to sports and culture, where competitiveness puts the individual in a misguided search for yourself …

As most aggravating, , there is the maintenance of the war, as if it were an inalienable right of sovereignty, determined by government domes, and resources paid by the people, feeders of a slave financial system of high taxes paid and interest absorbing the results of extreme work, to the bank loans in order to keep up structured in a way… And which amounts granted as credit, are manufactured without origin and without proper reserve capital …

Then there are the laws, to leverage another concept misaligned with the divine precept, judgment and condemnation, to control the discipline of shares, that the system itself was apologist …

Along with the religious teachings of imperfection, subservience and human subjugation, everything was planned to divide the potential of the being, leading him to believe in the separation from God and all creation from the same Divine Source, competing with each other and even with itself existence …

How can we identify in my brief note, is an interconnected network of power with dispersion strategies, slavery, imprisonment, alienation and weakening …

Yet here, I’m not goal judge or wish instigating riots, as we can witness, the results speak for themselves, and such experiences are part of the learning process, mastery and ascension of every soul …

I write only an invitation to reflection, that you may discern in the midst of so many changes, which would be real, among the “system of illusion Games” and “The Divine Perfection”. So you can opt for the “Capital God,” which is the experience of duality, unattainable dreams and fear, or the “God of Love,” the Way, the Truth and the Life, your origin … Because both cannot go together for the evolution and ascension …

There is a constant aid, bringing us with their spiritual support, guidance and channeled messages, or intuitive interface. They are the different intergalactic races, ascended masters, archangels, angels, spiritual mentors, inhabitants of interior earth. The fraternity unified. Apart from this multidimensional support to encourage us to recall and to our expansion, there are souls who incarnated in the plan, with evolutionary purposes already pre designed, the new generations of young people and children …

If is your desire, because you have free will, you can now open your heart to perceive this experience intensely, in the renewing energy force that inevitably enters into all forms of life, arising from cosmic explosions of countless past periods in our vision of time, designed by endless kindness and intelligence of the Source of all life … the Source of Love that makes us divine eternal being …

This energetic power comes to realign ourselves with the true origin, purifying our systems of beliefs, dogmas, fundamentalism, concepts, fears and dividers of the being unified. Revealing to us as true manifestos of Creation, in our real essence and evolving creative potential …

Be able to understand that the Divine Love, was support to achieve this great moment Planetary and Human of transition, because from Him, have set up the devices of the energies of Forgiveness, Compassion, Altruism, Peace, lest we should desire in the justice without retaliation, but for what we can create together in oneness and evolutionarily, to the new Human society of Light and Divine Love, in reintegration, resonance and harmony with the process of Mother Earth rising, and with all brotherhood of light of the various systems in the universe. ..

Let there be light…

Fred Cury

 

Origem…

(Original text in Portuguese language, and transcription for English version in Blog).

Há sempre um propósito evolutivo e renovador, para todas as vidas que se movem em direção ao infinito… 

Na visão limitada somente ao carnal, quando há uma aparente perda de algo conquistado, em verdade, este se desloca a fim de servir um propósito mais elevado a um semelhante…

Não há perdas ou danos de nada. Porque nada se tem, além da experiência requerida ao reencontro com a essência de tudo… Portanto, não é tudo que temos, ganhamos ou perdemos… É tudo que Somos, aprendemos, aprimoramos e criamos… Pelo discernimento do real poder sagrado de cada manifesto Divino…

Cada vida que se move do aspecto sutil da alma ao aspecto denso da matéria, desloca-se a fim de iluminar novamente a certeza do eterno, e de não ser perecível, escasso e findável, como o que se auto define no efêmero “ter”.

A vida que se move pelo eterno, quando reaprende a cocriar com os preceitos sagrados do benefício ao todo, sente-se glorificada. Ao perceber que na intenção amorosa, além de mover-se simplesmente pelo fluxo da existência, também se expande pelo emprego aprimorado de seus dons criativos…

Há de se compreender por fim, lucidamente, que aquele Ser que possui o que se considera riquezas, ou o que ganha uma competição, ou que é considerado mais belo por um mérito subjetivo, ou o que é mais inteligente por um conhecimento limitado a um só mundo, não é privilegiado pelas alturas…

Todavia, é um Ser que reencarnou no plano, para as diversas experiências nos conceitos ilusórios de limitações evolutivas… Até que atingisse o extremo da crença nas ilusões alimentadas por seus medos, advindos das formas de enxergar a própria vida, baseadas na informação exterior ao seu conhecimento divino adormecido, que invariavelmente, é resgatado pelo desígnio ascensional da alma…

A Fonte Divina da qual se originou tudo que existe, não oferece privilégios, pois tudo é a Fonte… Tudo é Deus… Toda manifestação é Deus…

Portanto, não há o que se possa conquistar pelo competir, subtrair, separar ou privilegiar… Pois o todo existente é dotado do mesmo Amor de sua origem. A mesma que permitiu a experiência separatista idealizadora de fronteiras ou diferenças… Superiores ou inferiores… Vencedores ou perdedores… Abastados ou miseráveis…

Até que os ciclos se encerrem no último dos ciclos desarmoniosos e caóticos, consequentes das experiências separadas da inteligência, sabedoria, abundância e perfeição Divinas no Amor… Sobretudo, pela grande purificação e ressurreição de uma das mais belas facetas da Criação; A Mãe Terra, Gaia.

É nisto que consiste a evolução…

É quando o Ser compreende em sua recordação, que Deus não se manifestava em sua vida, porque esperava Ser liberado a partir do seu reencontro com o próprio coração… E nesta liberação, alinhar-se por enxergar e discernir, que se um Ser é uma manifestação de Deus, todas as criações também o são…

Então honrará a partir de si, toda graça como uma só graça… Toda vida como uma só vida… Toda manifestação viva, como um aspecto inspirado de uma só Divindade…

… escrito por Fred Cury

 versão Áudio/Vídeo editado por PALMA: https://youtu.be/IrPb5JqqGo8

Origin … (English Version)

There is always an evolutionary and innovative way, for all the lives that move towards the infinite …

In view of matter, when there is an apparent loss of something gained, in fact, it moves to serve the purpose of a life aspect similar …

There is no loss or damage to anything, because nothing if has, in addition to the experience required to rediscover the essence of all …

So it’s not all we have; win or lose …

But, it’s all we are, when we learn, we improved and created … At insight into the real sacred power of each Divine manifest …

Each life that moves from subtle aspect of the soul to the dense aspect of the matter, moves to enlighten the certainty of eternal again, and it is not perishable and scarce like that self defines in the ephemeral “have “…

The life that moves through the eternal flux, when relearns create with sacred precepts of benefit to the whole, feels glorified, realizing that in loving intent, in addition of move it just by the flow of existence, also expands by employing illuminated of your creative gift …

One has to understand finally, lucidly, that that Being who possess what is considered wealth, or that can winning a competition, or what is considered more beautiful by a subjective merit, or what is more intelligent for a limited knowledge a one world, not is a being favored by the heaven…

But a Being who reincarnated in the plan for the various experiences in the illusory concepts of evolutionary constraints …

Until it reached the point of maximum pain and fear arising from the ways of looking at life, based on outside information to his knowledge innate, yet sleeping… that invariably, is rescued by ascensional project of the soul …

All that exists, is originated of the Divine Source, without priviledges because all it is, is the Source … Everything is God … Every manifestation is God …

Therefore, there is nothing we can win by competition, subtract, separating or atributing privilege … All the existing whole is endowed with the same love of their origin, the same that allowed the breakaway experience who conceived boundaries or differences, … Losers or Winners… Higher or lower … Rich or miserable …

Until the cycle if close, in disharmonious and chaos results, resulting from separate experiments of intelligence, wisdom, abundance and perfection in Divine Love … Above all, the great purification and resurrection of one of the most beautiful facets of Creation; Mother Earth, Gaia.

Herein lies the evolution …

That’s when the Self understands in his memory, that God does cannot manifest in your life, because expected be released by the reunion with the your very heart …

And this freedom, is when the Being can see, and discern, and feel, that is a manifestation of God, and all creations are also …

So honor from Him, all grace as one grace… All life as one life …

All manifesting as a unique inspirational look, of a unique Godhead …

written by Fred Cury

O retorno à evolução…

O ceticismo em tudo que não se pode ver ou tocar, está presente na maioria das mentes humanas… Considerando-se abstratas, imaginárias ou até irreais, as energias de elevação que circundam nossas vidas…
Ao meu ver, o que considero inacreditável, é testemunhar uma civilização sem nenhuma evolução, após experiências que se repetem há milhares de anos…
Considere: O que seria ilusório afinal?
Podemos abrirmo-nos à inovação, basta observarmos que nenhuma tecnologia que se tenha idealizado, erradicou efeitos nocivos ao desenvolvimento homogêneo, com o agravante de absorver da Mãe planetária, recursos essenciais ao equilíbrio da mesma, com o argumento do grande estouro populacional, e consequente escassez de recursos…
Sendo assim, considerando que houvesse mesmo uma população além do que o planeta comporta, economizaríamos muito aplicando tecnologias destinadas à preservação da Vida; planetária, ambiental e humana, ao invés de investir-se em tecnologias de extinção da vida, como se dá nos astronômicos recursos destinados às guerras.
O novo, está sempre em abundante disposição no Universo, e o acesso se dá apenas pela disposição de acionar a chave da sabedoria de cada coração, pelo Amor…
Mas acredito no despertar à evolução humana terrena e que por fim venham a perceber, que a força propulsora de toda criação, é poderosa, indefinida e intermitente, realinhando o que representa ser tão desconexo, desigual e escasso, a desfrutar novamente de toda esta potencialidade infinita…

Fred Cury

Freed on life no Facebook: https://www.facebook.com/freedonlife 

The return to the evolution … (English Version)

Skepticism in all you can not see or touch, is present in most of human minds … Considering abstract, imaginary or even unrealistic, the lifting energies that surround our lives …
In my view, what I consider unbelievable, is to witness a civilization with no evolution, after experiences that are repeated for thousands of years …
Consider: After all, what would be illusory?
We can open ourselves to innovation, just observe that no technology that has been designed, was able to eradicated the jamming against the smooth development, with the aggravating factor absorb of the planetary Mother, resources essential to the balance of it, with arguments about the great population explosion and consequent scarcity of resources …
Therefore, considering that there was even a population beyond what the planet can support, it would be wiser, the applying technologies for the preservation of life; planetary, environmental and human, rather than investing in technologies for the extinction of life, as is the case in astronomical resources intended for wars.
The new, is always abundant provision in the universe, and the access is only available by activating the key wisdom of each Heart, through the Love …
But I believe, in this wake of human evolution, finally, each will to realize that the driving force of all creation, is powerful, indefinite and intermittent, realigning what is being so scrappy, uneven and sparse, to enjoy again all this potentiality infinite …

Fred Cury

Perguntas e respostas…

Lembro-me de quantas perguntas eu já fiz para fora de mim, e quantas respostas não eram as mesmas das expectativas…

Perguntei-me a certa medida; “porque questiono algo cuja resposta não era a que eu queria ouvir?”

Percebi…, se eu já possuía respostas e indagava ao externo, era pela insegurança que eu sentia em torno das mesmas, mas quando me ofereciam respostas diferentes, eu rejeitava o auxílio que eu mesmo havia pedido. Porque não eram convergentes com as que eu já tinha, mesmo que estas fossem inconsistentes…

Isso soa confuso?

Certamente. Esse é o papel exercido pelas funções as quais se atribuíram ao ego, sem sua devida competência para tal, mas certos interesses detectaram ser uma eficiente vulnerabilidade, para inserirem-se informações conflitantes internas, no decorrer de longínquas eras…

Quem as inseriu?

Não é uma pergunta que eu faria no agora, portanto, sem importância, pois o que advém da ilusão, não tem origem, sequer consistência…

A verdade sobre tudo reside em tudo, e tudo está ao meu dispor, se eu me liberto em livre fluxo de existência junto ao próprio coração…

Porque a vida, para ser verdadeira, basta ser vida, que seja ressonante, que me faça sentir bem, que me harmonize com a certeza, a confiança e a fé, de que vivo, porque Eu Sou a resposta do sopro de vida da Fonte,… a que nada precisa questionar, porque é a definição de tudo que evoluí e inova.

Hoje, pacifico-me na compreensão de que Eu Sou a evolução, a inovação, a pergunta e a resposta do próximo avanço criativo…

Fred Cury

Autor do livro freed on life – O Amanhecer da Consciência

https://clubedeautores.com.br/book/188125–Freed_on_life#.Vak2wV9Vikp

Questions and answers … (English version)

I remember how many questions, I’ve done out of me, and how many answers were not the same of expectations…

I wondered to some extent; “Because I question something whose answer was not what I wanted to hear?”

I realized … if I already had answers and I do questions to external, was the insecurity I felt around the my answers, but when they offered me different answers, I did reject the help that I asked. Because they were not convergent with the answers ones I had, even if were inconsistent …

Does this is confusing?

Certainly. This is the role played by the functions which attributed to the ego, without its proper skills to do so, but by certain interests, detected to be an effective vulnerability to insert up internal conflicting information in the course of distant eras …

Who do input of information in ego?

It’s not a question I would in now, so unimportant, since what comes from illusion, has no origin, even consistency …

The truth about everything, lies in everything, and everything is at my disposal, if I go into free of existence flow attached to the heart …

Because life, to be true, should just be life that is resonant, that makes me feel good, that harmonizes me with the certainty, trust and faith, that I live because I am the answer of Source, … that questionless, because is the definition of evolve and innovate.

Today, I live in peace in the understanding that I am the evolution, innovation, the question and the answer,… the next creative breakthrough …

Fred Cury

Ser…

Text – Being, written by Fred Cury – Original text in Portuguese language, and transcription for English version in Blog.

Lembro-me do tempo em que meus pensamentos eram mutáveis a cada experiência… Em alguns momentos eram empolgantes, em outros perturbadores… Estipulavam metas e planos, embasados em prós e contras exteriores, ao que era prudente empreender num âmbito social de oportunidades, idealizadas nos modismos e conceitos de cada época…

Mediante tais aspectos, pensamentos deveriam ter em conta a auto-defesa e a seguridade do futuro, no sentido de planejar o destino, atrelados a uma variável de possíveis exclusões sociais, no que concernem aos sempre, fatores exteriores  e opostos a um desejo ou sonho profundos, inspirados nas ressonâncias aos corações…

Nestas máximas, era possível mudar a citação; “penso, logo,existo” para “penso, logo, desisto”…

Se uma sociedade progride com regras que se alternam entre competição, sobrevivência e exclusão, compreendi a certa medida de percepções de um novo Ser que em mim se revelava; que “sociedade” é sinônimo de “divisão” de uma mesma espécie, todos advindos da mesma origem… 

Com o agravante de definir pessoas pelo que conquistaram, levando todos em certa fase desta corrida em círculos, à conclusão que “ter” ou “não ter” algo, são os mesmos fatores impeditivos de acessar-se a felicidade plena… Omitida pelas distrações externas que objetivam desviar o “Ser” do Amor inato de seu coração, este que permite o livre manifesto da Fonte e sua perfeição, a experimentar a vida humana pelos dons humanos, singulares a cada uma de suas facetas criativas, e que se expandiriam em equilíbrio e acréscimo ao todo, sem exclusões, a partir da expressão do Ser pelo que ele é, e por sua potencialidade em criar a própria realidade, de forma autêntica e ilimitada…

Conclusivamente, abandonei a mesa do jogo… Porque onde há jogo, há trapaças e estratégias… Por ter-me encontrado um Ser de Amor, não tracei mais nenhuma estratégia, pois não há futuro para mim sem o agora, que agradece o passado pela experiência, e o libera do serviço que trouxe-me o entendimento de que, o caminho é identificado por minha própria iluminação, e quem identifica-se no Amor absoluto de nossa Fonte, desconhece expectativas e dissolve medos…  

Refletindo do Coração… Se o pensamento ainda não permitir-me definir o que Eu Sou,… então posso optar por não pensar,… apenas “Ser”… E o pensamento receberá a melhor definição do que somos… Até sermos novamente,… “Um”…

Escrito por Fred Cury​

Autor da página Freed on life:  https://www.facebook.com/freedonlife  

Being (english version)

I remember the time when my thought were mutable to every experience … In some moments were exciting in others disturbing. When stipulating goals and plans, based on pros and cons outer, it was prudent to meet a social context of opportunities, idealized in fads and concepts of each season…
Under these aspects, thoughts should take account of self-defense and security of the future, to plan the destination, tied to a variable of possible social exclusion, and as concern, the reasons always outside of me, and opposite factors to a wish or dream deep, inspired by the resonance of the heart …
From these maxims, it was possible to change the quote; “I think, therefore I am” to “I think, therefore I give up” …
If a society progresses with rules that alternate between competition, survival and exclusion, I understood the measure of perceptions of a new Being that in me was revealed; that “society” is synonymous with “division” of the same species, all coming from the same source …
With the aggravating factor set by the people they conquered, leading all to a certain stage of this race in circles, which “have” or “have not” something, are the same impediments to access to full happiness … Omitted by external distractions aimed at diverting the “Being” of the innate love of his heart, this interface that allowing the free manifesto of the Source and its perfection, to experience human life with human gifts, unique to each of his creative facets, which would expand in balance and addition to all, without exception, every Being, in free conscience for what it is your expression, and its potential to create their own reality, authentic and unlimited …
Conclusively, I left the table the game … Because, where is game, there are tricks and strategies … why have I found a Being of Love himself, without need any more strategy… Because there is no future for me without “now”, thanking the my past by experience, and from the service that brought me the understanding that the path is identified by my own enlightenment, and who is identified in the absolute love of our Source, without unaware expectations, but with power of dissolve all the fears …
Reflection of Heart; If the thought does not allow me to define what I am … I can choose not to think, … just “be” … And the thought will receive the best definition of what we are … Until the moment in that we can being again … “ONE” …

written by Fred Cury